cogumelos mágicos

“O que a ciência diz…”

Há quem diga que um mundo perfeito é um mundo sem drogas.

No entanto, todos nós sabemos que a perfeição não existe.

E para além disso, todo o ser humano é curioso. Gosta de se colocar à prova. E para tal “experiência” nada melhor do que as substâncias psicoactivas.

Recentemente, um grupo de cientistas resolveu estudar os danos provocados por 20 das drogas mais conhecidas, considerando 16 critérios (ex: mortalidade, dependência, crime…), e classificando-as numa escala de 100 pontos.

Surpreendam-se (ou não) mas os resultados são os seguintes:

PIIS0140673610614626.gr4.lrg

Resumindo:

  • o álcool é a droga mais perigosa;
  • a heroína, o crack e as metanfetaminas lideram o topo do gráfico quando são considerados apenas os factores individuais (nesse caso o álcool cai para o 4º lugar);
  • os cogumelos mágicos, o LSD e o ecstasy são as drogas menos perigosas.

Podem consultar o estudo integral aqui (só têm de se registar).

Have a good trip :)

Testes de drogas!!

Muitas vezes sou confrontada com perguntas sobre o tempo de duração de uma determinada substância no organismo. Estas questões devem-se, muitas vezes, ao facto de determinadas actividades profissionais exigirem testes que identifiquem a presença, ou não, de substâncias ilícitas no organismo.

Imagem

Desta forma, decidi colocar-vos aqui o tempo de duração de algumas substâncias psicoactivas, no organismo:

  • Álcool – 6 horas a 1 dia;
  • Anfetaminas – 1 a 4 dias;
  • Cocaína – 2 a 5 dias;
  • LSD – 1 a 4 dias;
  • Cannabis* – esta depende muito da frequência do uso (casual – até 7 dias; frequente/regular – até 30 dias ou mais);
  • MDMA – 1 a 4 dias;
  • Opiáceos – 1 a 4 dias;
  • Cogumelos mágicos – 1 a 3 dias…

*A THC é armazenada no tecido adiposo, sendo lentamente (ao longo de vários dias) libertada para a corrente sanguínea e para a urina. Os indivíduos que utilizam a substância regularmente, e com uma grande camada de gordura corporal, correm o risco de reter a substância durante mais tempo.

Amanha falo-vos sobre o tipo de testes que existem (urina, sangue…). ;)

Imagem

Have a good trip :)

Cogumelos Mágicos

Existem muitas espécies diferentes de cogumelos psilocibinos, ou “cogumelos mágicos” (ex: Psilocybe mexicana, Psilocybe caerulescens, Psilocybe (ou Stropharia) cubensis, Pscilocybe wassoni, Stroparia cubensis…). Estes contêm substâncias activas como a psilocina e a psilocibina. Esta última é, quimicamente, semelhante ao LSD. Tal como o LSD, os cogumelos perturbam o funcionamento do Sistema Nervoso Central, e como tal são considerados drogas perturbadoras (psicadélicas).

Via de consumo:

  • oral (podem ser ingeridos crus, secos, cozinhados ou em infusões)
Dica:

São uma droga sazonal (Outono). Mas podem ser secos e armazenados.

Os cogumelos secos são aqueles que têm efeitos mais intensos.

 Mas… Atenção!!!

Se não percebem nada de cogumelos (quais são venenosos ou não), não se aventurem a apanhar na natureza todos os cogumelos que vos aparecem pela frente. Existem muitas espécies venenosas, algumas de grande toxicidade que podem levar à morte numa questão de horas.

Efeitos:
  • náuseas;
  • dilatação das pupilas;
  • aumento da pressão sanguínea e da temperatura;
  • ansiedade e vertigens (normalmente, desaparecem ao final de 1hora);
  • aumento da sensibilidade perceptiva (ex: cores mais intensas) com distorções visuais ou mistura de sensações (ex: os sons têm cores e vice-versa);
  • euforia;
  • bem-estar;
  • aumento da auto-confiança;
  • desinibição;
  • desorientação;
  • ligeira descoordenação motora;
  • paranóia (bad trips);
  • incapacidade de distinguir fantasia da realidade;
  • pânico;
  • depressão;
Os efeitos surgem cerca de 30 a 60 minutos após a ingestão, e podem durar até 6 horas.
Atenção!!!
Os efeitos dos cogumelos parecem estar associados às condições psicológicas e emocionais do consumidor, assim como ao contexto em que esse consumo se verifica.
Riscos:
  • Dores de estômago;
  • diarreia;
  • náuseas;
  • vómitos;
  • pode despoletar doenças mentais ou agravá-las;
  • acidentes devidos à incapacidade de distinguir a realidade da fantasia;
  • ingerir cogumelos venenosos;
  • os Amanitas Muscaria var. Muscaria (cogumelos vermelhos com pintas brancas) são uma espécie com princípios activos diferentes (logo a dose também é diferente), considerados perigosos por serem responsáveis por 90% dos casos fatais de envenenamento e porque o seu uso prolongado pode levar à debilidade mental (Atenção: existem muitas espécies extremamente, venenosas parecidas com esta. CUIDADO!!!).
Como podem reduzir os riscos:
  • Atenção às doses (depende da espécie);
  • Se se sentirem tristes ou depressivos não consumam;
  • Se é a primeira vez, experimentem com alguém que já seja utilizador desta substância;
  • Se se sentirem desconfortáveis procurem um local calmo, com poucos estímulos;
  • Não misturem com outras substâncias;
  • NÃO CONSUMAM SOZINHOS!!!
Divirtam-se com inteligência.
Reduzir os riscos é a melhor forma de desfrutarem ao máximo da vossa experiência.
Have a good trip :)