Cannabis

A  cannabis deriva da planta Cannabis Sativa e enquadra-se na categoria das drogas perturbadoras (ou se preferirem, psicadélicas).

São vários os nomes atribuídos a esta substância: haxixe, erva, ganza, charro, chamon, liamba,  cânhamo, marijuana, etc.

A cannabis pode ser apresentada de três formas:

  • erva – preparada a partir das folhas e dos pequenos troncos da Cannabis Sativa (o nível de THC pode ir de 5 a 10%);
  • haxixe – preparado a partir da resina da planta fêmea, resultando numa barra de cor castanha, chamom (o nível de THC pode chegar aos 20% – muito tóxico);

  • óleo de haxixe – preparado a partir da mistura da resina com um dissolvente (ex: álcool), que quando evaporado resulta numa mistura viscosa (aqui o THC pode chegar aos 85% – extremamente tóxico).
O delta9-tetrahidrocanabinol (THC) é a substância activa responsável por quase todos os efeitos característicos desta droga.
Via de consumo:
  • inalada (pode ser fumada simples ou recorrendo à mistura com tabaco);
  • via oral (pode ser ingerida através de infusão ou bolos).
Efeitos:
  • Prazer;
  • Bem-estar;
  • Euforia;
  • Intensificação da consciência sensorial;
  • Ideias paranóides;
  • Relaxamento;
  • Desinibição;
  • Sonolência;
  • Maior sensibilidade a estímulos externos;
  • Alteração da memória imediata;
  • Alterações físicas (aumento do ritmo cardíaco);
  • Aumento do apetite;
  • Ansiedade;
Os efeitos, dependendo da dose e da forma como é consumida, podem persistir entre 2 a 4 horas.
Riscos:
  • Em doses elevadas pode provocar ansiedade, alucinações, ilusões e sensações de paranóia (sintomas de uma psicose tóxica);
  • Descoordenação motora;
  • Perturbações de memória e dificuldades de concentração;
  • Alteração do humor (ex: irritabilidade);
  • Deteorização das competências sociais (ex: apatia, isolamento);
  • Redução da mobilidade dos espermatozóides;
  • Maior probabilidade de desenvolver bronquite e asma;
  • Maior probabilidade de cancro do pulmão.
Como podem reduzir os riscos:
  • Coloquem um filtro de tabaco de enrolar no charro (vai permitir uma melhor filtragem dos níveis de THC);
  • Não travem a passa durante muito tempo (pois quanto mais profundamente for inalado o fumo maior o risco de cancro no pulmão);
  • Não misturem com outras substâncias (ex: álcool – pode provocar colapso temporário e vómitos);
  • NUNCA CONSUMAM SOZINHOS!!!
Divirtam-se com inteligência.
Reduzir os riscos é a melhor forma de desfrutarem ao máximo da vossa experiência.
Have a good trip :)

2 comments

  1. Muito bom este blog, obrigado pela divulgaçao em PT do tema, aprendi uma serie de assuntos abordados. parabens.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s